March, 3 to 6 2021 | Bienal Pavilion

Agenda Cultural

MAC – Museu de arte contemporânea

Av. Pedro Álvares Cabral, 1301
Horário: Terça a domingo das 10h às 21h
Entrada gratuita.

Localizado a poucos metros da Bienal, o MAC está instalado em um complexo arquitetônico criado nos anos 1950 por Oscar Niemeyer e equipe. Possui cerca de 10 mil obras, entre pinturas, gravuras, tridimensionais, fotografias, arte conceitual, objetos e instalações. O rico acervo é composto, entre outras, por obras de Modigliani, Picasso, Miró, Alexander Calder, Kandinsky, Tarsila do Amaral, Anita Malfatti, Di Cavalcanti, Volpi, Lygia Clark e uma estupenda coleção de arte italiana do começo do século XX. É considerado um centro de referência de arte moderna e contemporânea, brasileira e internacional. Em abril o museu contará com a exposição Você Está Aqui – por Tadeu Jungle.

Além de oferecer um excelente acervo, o local conta com o Vista café e o restaurante Vista.

MAM – Museu de Arte Moderna de São Paulo

Av. Pedro Alvares Cabral, s/nº – Parque Ibirapuera
Horário: Terça a domingo, 10h às 18h
ingresso: R$ 10,00 l Gratuidade aos sábados

Sua coleção possui mais de 5 mil obras produzidas pelos nomes mais representativos da arte moderna e contemporânea, principalmente brasileira. Tanto a coleção como as exposições privilegiam o experimentalismo, abrindo-se para a pluralidade da produção artística mundial e a diversidade de interesses das sociedades contemporâneas. O edifício do MAM foi adaptado por Lina Bo Bardi e possui, além das salas de exposição, ateliê, biblioteca, auditório, restaurante e loja. Os espaços do museu se integram visualmente ao Jardim de Esculturas, projetado por Roberto Burle Marx para abrigar obras da coleção.

Museu Afro Brasil

Av. Pedro Álvares Cabral – Portão 10 – Parque Ibirapuera
Horário:  Terça a domingo, das 10h às 17h 
Ingresso: R$ 15,00 l Gratuidade aos sábados

Destaca a perspectiva africana na formação do patrimônio, identidade e cultura brasileira, celebrando a Memória, História e a Arte Brasileira e a Afro Brasileira. Conserva, em 11 mil m2 um acervo com mais de 6 mil obras, entre pinturas, esculturas, gravuras, fotografias, documentos e peças etnológicas, de autores brasileiros e estrangeiros, produzidos entre o século XVIII e os dias de hoje. Atualmente o museu está recebendo a exposição temporária “Heranças de um Brasil profundo”, que reúne mais de 500 objetos entre obras de arte e utensílios da cultura material indígena de raiz brasileira. Com curadoria de Emanoel Araujo, reúne arte plumária, adornos, máscaras, fotografias, esculturas, utensílios e arte contemporânea de povos indígenas como: Karajá, Marubo, Kayapó, Mehinako, Yanomami, Rikbaktsa, Tapirapé, Waurá, Tapayuna e Juruna.

MIS – Museu da Imagem e do Som

Av. Europa, 158, Jd. Europa
Horário:  Terça a sábado, das 10h às 20h e domingos e feriados das 10h às 19h

ingresso: R$20

Instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, é um dos mais movimentados centros culturais da cidade de São Paulo. Até 7 de junho o MIS apresenta, pela primeira vez no país, a exposição John Lennon em Nova York por Bob Gruen. Por meio de uma curadoria inédita para o Brasil, assinada pelo jornalista Ricardo Alexandre, a exposição traz fotografias feitas por Bob Gruen, um dos maiores fotógrafos da cena rock’n’roll, que documentam a vida de John Lennon no período em que ele morou na cidade de Nova York.

IMS – Instituto Moreira Salles

Avenida Paulista, 2424
Horário de visitação:  terça a domingo e feriados, das 10h às 20h; quintas, das 10h às 22h

Instituição singular na paisagem cultural brasileira. Suas atividades são sustentadas por uma dotação, constituída inicialmente pelo Unibanco e ampliada posteriormente pela família Moreira Salles.

Em abril o IMS contará com a exposição de imagens do fotógrafo alemão Peter Scheier (Glogau, Alemanha, 1908-Ainring, Alemanha, 1979), a maioria negativos fotográficos de sua trajetória profissional no Brasil. A exposição Arquivo Peter Scheier é resultado de um mergulho nessa coleção do IMS e de pesquisas em coleções particulares e acervos de outras instituições que possuem obras do fotógrafo, como o Instituto Peter Scheier, a Casa de Vidro, o Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand e a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo. Comerciante judeu da pequena cidade alemã de Glogau, Peter Scheier se refugiou no Brasil em 1937. Construiu sua trajetória profissional em São Paulo, num momento de crescimento econômico do país e em contato com outros imigrantes que se instalaram aqui durante e após a Segunda Guerra Mundial. Scheier testemunhou aspectos marcantes das transformações da sociedade brasileira nos anos 1940 e 1950. Do ponto de vista formal, muitas de suas imagens – sobretudo os registros de arquitetura, da indústria e da metrópole São Paulo – constroem uma imagem idealizada dos “anos dourados” no Brasil.

For Metallica Fans

The WorldWired tour hits São Paulo on April 25th and the band is bringing along Greta Van Fleet to open the show.

RETINA 2020 suggests a meeting grand finale! Gather your friends and experience the concert with all comfort and style. There are several options to buy tickets, the flyer below is just one of them.

Both BRAVS and the organizers have no financial interest or will be responsible for changes in the program/schedule, services offered or refunds.